Jair Bolsonaro: ‘Sou o Neymar da política. Todos me querem’

Militar da reserva, Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ) é deputado federal desde 1991. No segundo ano do seu sétimo mandato, as pesquisas para eleições de 2018 já o transportam do Legislativo para a realização de um sonho: o comando do Executivo. Presidente Bolsonaro — o que chega a causar temor para alguns é a aposta de 15% do eleitorado, segundo Datafolha, melhor resultado já aferido. Só perde para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (30%).

Os números não lhe causam surpresa. “Acho que é questão de coerência”, diz. Em razão disso, o político tem sido assediado por diversos partidos, mais recentemente pelo Muda Brasil – legenda que busca agilidade pelo registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), idealizado pelo delator do mensalão, ex-deputado Valdemar Costa Neto. “Todos me procuram. Sou a virgem da praça. (…) Sou o Neymar da política, quer queira quer não. Não sei como vai ser amanhã, mas hoje em dia todos me querem.”

A declaração de que todos o querem, entretanto, não vale para o Congresso. Bolsonaro sabe da resistência dos colegas. Por isso, não se arrisca a lançar candidatura neste momento em que o cenário mais provável é de eleições indiretas, caso o presidente Michel Temer deixe o comando do País. “Não tenho um grande apoio entre os parlamentares e não vou concorrer para pagar um mico”, disse em suas redes sociais, uma semana após entrevista ao HuffPost Brasil.

1 thought on “Jair Bolsonaro: ‘Sou o Neymar da política. Todos me querem’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *